Breve história de um ensopado de borrego

2014-11-30 20.27.49A história deste ensopado foi simples. Chegou a casa num dia de Domingo e do almoço não passou. Tratava-se de uma peça de grande qualidade de proveniência alentejana confirmada, assim como o pão porque estes pratos exigem paridade no que toca à origem dos ingredientes principais. Teve em recipiente de barro o tempo certo de forno, garantindo-se aquela textura mágica que certifica a mestria de quem o preparou. Acompanhou-se com um tinto de Arraiolos da herdade das Mouras. A bom preço e de grande paladar.

Receita mais que portuguesa, assente em ingredientes simples, sem complexidades. Fiquei a pensar nas estrelas que, como se não bastasse a troika, vêm de fora nos impingir. A esse gajedo de Bruxelas, Estrasburgo e afins ainda o povo luso lhes tem muito para ensinar em termos de boa comida e boa mesa. Que por alguma razão somos latinos e do sul. Haja orgulho.

Anúncios

Autor: Filipe Antolin

Curiosamente à procura de outros pontos.

1 thought on “Breve história de um ensopado de borrego”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s