Japão aqui ao lado

O Japão tem sido a inspiração para as últimas aventuras gastronómicas. Ontem foram, num titulo muito avental preto, umas almôndegas aux mirin em ninho de algas, que estavam perto da perfeição. Hoje saiu uma salada de gambas, wakame e sésamo numa receita seguida à letra a partir de um livro de cozinha japonesa. A combinação de texturas e sabores com origem no país do Sol não deixa de me surpreender. O principio da simplicidade de confecção é inversamente proporcional à complexidade dos sabores conseguidos. A descoberta das associações por detrás de cada prato fazem desta cozinha um vício que vai muito para lá dos tradicionais pratos de sushi e sashimi. Estas variantes são apenas a porta de entrada para um universo distinto. Não é fácil porque é sobretudo uma interiorização. A técnica contará sim, mas em segundo plano. Se o que acabo de escrever não é zen, então estou à beira do “Julinho”.

salad_wakame

Anúncios

Continuamos pelos orientes

Ontem: caldo de espinafres com grão e soja, espinafres com sésamo, tempura de bróculos, batata doce e feijão-verde, salmão vaporizado com molho de wasabi e soja, sushi solto com vaca.

Hoje: soft e sem quase tempo nenhum! Sashimi de salmão com pepino em tempero de limão e gengibre. Salada de abacate com salmão.

Semana de outros orientes

Definitivamente de regresso por aqui e com uma proposta de influências asiáticas durante uma semana. Sete dias, sete manjares.  Ontem feijão-verde com sésamo, couve-chinesa com vinagre, salmão marinado, salada de pepino com delícias do mar, bolos de salmão, sushi variado, e tortas de porco terimaki.